© 2011\2017 Benfica Glorioso. (E PLURIBUS UNUM 1904)Benfica Glorioso

*SEJA BEM-VINDO*
SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS!!!
* E PLURIBUS UNUM *
Sou do Benfica Isso me envaidece Tenho a genica Que a qualquer engrandece Sou de um clube lutador Que na luta com fervor Nunca encontrou rival Neste nosso Portugal

Clique aqui Para Entrar No Site →
Benfica
««« SL Benfica x Belenenses 19 agosto 2017 - 20h30 «««« Fundação:1904 | Presidente SAD:Luis Filipe Vieira /Site Oficial do Sport Lisboa e Benfica www.slbenfica.pt/

Receba Noticias via Email
Clique Aqui ☚ Clique Aqui ☚
Emblema Benfica

Plantel Principal 2017\2018

Classificação

 facebook  twitter  youtube  feed

Resultados futebol ao vivo oferecidos por Futebol.com


BEM VINDO
1 2 3 4

Benfica TV Online em Direto

Link 1 Clique Aqui ☚ Link 2 Clique Aqui ☚

Seguidores

BTV

Some alt text
BTV
Some alt text
BTV
some alt text
BTV
Some alt text
BTV
BTV

CAVALCANTI: “QUEREMOS GANHAR O TORNEIO”

Após duas semanas e meia de preparação, a equipa principal do andebol do Benfica, vai participar, este fim de semana, num exigente torneio de preparação, em Viseu. No sábado, o Benfica defrontará o Águas Santas e no domingo, terá pela frente a final do torneio ou o jogo que apurará os terceiro e quarto lugares.
“Acho que temos trabalhado bem, durante estas duas primeiras semanas e meia, acho que a equipa está motivada, está bem entrosada. Este torneio vai servir, também, para que nos conhecemos um pouco melhor, uns aos outros, até porque temos muitos jogadores novos”, disse Alexandre Cavalcanti, ao site oficial do Benfica.
Neste torneio, vão participar, também, as equipas do Águas Santas e do Sporting, e ainda uma outra dinamarquesa.
“Já conhecemos as equipas do Sporting e do Águas Santas, já a equipa dinamarquesa não conhecemos muito bem, mas o mais importante, neste torneio, é criar novas rotinas e integrar os jogadores novos”, assinalou o jogador benfiquista.
“O nosso objectivo, quando entramos em campo, é sempre ganhar. Mas não podemos perder de vista o facto de ser um torneio de preparação para a época que vem. Queremos ganhar o torneio, porque é sempre importante começar a ganhar, mas a preparação da equipa é o grande objectivo, nesta altura”, terminou.
Ler Mais

RUI COSTA APITA CLÁSSICO LISBOETA

Rui Costa, da AF Porto, foi o árbitro nomeado pelo Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol para apitar o desafio entre SL Benfica e Belenenses, agendado para as 20h30 de sábado, no Estádio da Luz.
Os assistentes serão Tiago Costa e João Silva; o 4.º árbitro será Cláudio Pereira e o videoárbitro será da responsabilidade de Vaco Santos e Pedro Fernandes.
Nomeações para a 3.ª jornada da Liga NOS
 Sexta-feira, 18 de agosto
Rio Ave - Portimonense, João Pinheiro (AF Braga)
Sábado, 19 de agosto
Tondela - Estoril-Praia, António Nobre (AF Leiria)
Vitória de Guimarães - Sporting, Hugo Miguel (AF Lisboa)
Benfica - Belenenses, Rui Costa (AF Porto)
Domingo, 20 de agosto
Vitória de Setúbal - Desportivo de Chaves, Manuel Mota (AF Braga)
FC Porto - Moreirense, Manuel Oliveira (AF Porto)
Desportivo das Aves - Sporting de Braga, Fábio Veríssimo (AF Leiria)
Marítimo - Boavista, Luís Godinho (AF Évora)
Segunda-feira, 21 de agosto
Feirense - Paços de Ferreira, Carlos Xistra (AF Castelo Branco)
Ler Mais

«O BENFICA É IMPRESSIONANTE» - SEFEROVIC

O início da época de Haris Seferovic não está a passar despercebido na Suíça. Em entrevista publicada no site da federação suíça de futebol, o avançado do Benfica elogia o espírito que existe no grupo.

«A equipa é verdadeiramente uma equipa, não existem estrelas, ninguém é egoísta. O espírito é sensacional. Não interessa se o jogo é particular ou oficial: queremos sempre ganhar. O sucesso da equipa está diante de todos», afirmou.

O atacante de 25 anos está surpreendido com o que encontrou em Lisboa, sobretudo com a relação com os adeptos. 

«O treinador abriu o treino e sete mil pessoas estavam lá. O Benfica é assim, impressionante», completou Haris Seferovic. 
Ler Mais

SALVIO A UM GOLO DE MANTORRAS Falta um golo ao extremo argentino para igualar João Alves, Vata e Mantorras.

Não uma, não duas, não três, não quatro, mas cinco foram as tentativas de golo de Salvio, ontem à noite em Chaves. Além das suas arrancadas e tentativas de golo, o médio argentino destacou-se pelos três passes para ocasião de golo. Os números são indesmentíveis. Mais uma excelente exibição de um jogador que iniciou a temporada numa forma exuberante.
Ontem não marcou, mas não foi por falta de tentativas. Rematou, assistiu e foi determinante em sucessivas e galopantes jogadas de ataque do Benfica. O médio argentino procura o seu 29º golo no campeonato, o que lhe permitirá igualar outros antigos jogadores notáveis da história do clube, como o famoso João Alves – O Luvas Pretas -, Vata e mais recentemente a pérola angolana, Pedro Mantorras.
Por agora, Salvio mantém-se com 28 golos obtidos no campeonato nacional, o que faz dele um extremo com instinto goleador, já que aparece frequentemente em zonas de finalização e com grande perícia, o que o distingue, neste capítulo, como um dos extremos mais decisivos e desequilibradores da Liga NOS.
Os mesmos 28 golos que outro antigo médio-ala direito de enorme gabarito alcançou, enquanto jogador do Benfica. Falamos de Vitor Paneira, um jogador igualmente de eleição e que terminou a sua ligação ao clube, como jogador, com os mesmos 28 golos registados no campeonato nacional.
Ao todo, em jogos oficiais, Salvio já apontou 55 golos pelo Benfica. Um número inesquecível e que torna o médio argentino num caso raro de talento e de codícia atacante, na reputadíssima história do clube. De salientar, que Salvio tem, agora, o mesmo número de golos que Zoran Filipovic deixou registados em seu nome, ao serviço do Benfica.
E ontem, ultrapassou o mítico Julinho, em número de jogos disputados com a camisola do Glorioso. São 208 jogos oficiais disputados pelo seu clube, o que permite a Salvio reforçar o seu estatuto de um dos jogadores com mais jogos pelo Benfica, no actual plantel e ser o 53º jogador da história do Benfica com mais jogos com o manto sagrado como segunda pele.
Ler Mais

HÉLDER CRISTÓVÃO: “DEIXÁMOS UMA IMAGEM MUITO BOA”

A equipa B do SL Benfica disputou este domingo a 2.ª jornada da II Liga. Frente ao CD Nacional, as águias tiveram de correr atrás do prejuízo, reagiram bem e acabaram por empatar a duas bolas… um resultado que mesmo assim que não se ajusta ao produzido pelos encarnados, que mereciam mais.
“Não estou satisfeito com o resultado. Com a forma como reagimos e jogamos, sim, estou satisfeito. Mostrámos personalidade, encostámos o Nacional, uma equipa experiente e que nos respeitou muito. Fomos sempre uma equipa que tentou e quis fazer um jogo diferente, queríamos a vitória, mas a 2.ª Liga é isto. Deixámos uma imagem muito boa, sendo que este é um período muito bom para crescermos. Contem connosco neste Campeonato”, afirmou o treinador, na flash interview, à BTV.
Os dois golos das águias foram apontados pelo estreante Alan Júnior.
“Foi um jogo muito difícil, frente a uma equipa de qualidade, que chega da 1.ª Liga. Entrámos fortes e, quando estávamos por cima, sofremos um golo em transição. Agora é trabalhar muito para não cometer erros e vencer já no próximo jogo. Lutámos até ao ultimo minuto, fomos melhores e o resultado não se coaduna. Jogar com este embleme é gratificante, orgulho e jogar com o apoio dos adeptos é maravilhoso”, disse Alan Júnior à BTV.
Ler Mais

BENFICA B CONTINUA A CRESCER Empatou com o Nacional da Madeira no Seixal (2-2).

Três meses após o último jogo no Seixal (frente ao Sporting de Braga) o Benfica B voltou a casa tendo defrontado um dos principais candidatos à subida de divisão, o Nacional da Madeira. No final da partida registou-se um empate a duas bolas. Alan Júnior bisou.
Depois da derrota na 1.ª jornada frente à Oliveirense (1-2), a equipa de Hélder Cristóvão queria limpar a imagem e amealhar os primeiros três pontos da prova. Frente ao último classificado da pretérita Liga NOS o técnico encarnado utilizou quatro jogadores juniores de segundo ano- Florentino, Gedson, Jota e Nuno Santos- mais uma prova da aposta do Clube na formação.
Numa primeira parte calma e equilibrada, sem muitas oportunidades, foi o Nacional a aproveitar a única ocasião de golo e aos 28’ João Camacho fez o primeiro do encontro. Até ao intervalo o jogo manteve-se equilibrado com o resultado a não ser alterado.
No reatamento, o Benfica B entrou mais rápido e decidido a mudar o rumo do resultado. Aos 58 minutos Nuno Santos com um tiro portentoso de pé esquerdo atirou a bola à barra. Dois minutos depois, a bola entrou mesmo após um cabeceamento certeiro do reforço Alan Júnior. Estava então feito o empate no Seixal, que só duraria 9 minutos. Aos 69’ aproveitando o facto de Ferro estar caído no relvado, a equipa de Costinha voltou-se a colocar na frente do marcador por Ricardo Gomes.
Na entrada do último quarto de hora, o guarda-redes do Benfica Ivan Zlobin foi herói ao defender uma grande penalidade de Ricardo Gomes, muito mal assinalada pelo árbitro Rui Costa. Na sequência do lance o mesmo jogador enviou a bola ao poste.
Alan Júnior não quis ficar atrás do guarda-redes encarnado e a 5 minutos do fecho do encontro bisou, repondo a igualdade, desta feita a duas bolas.
Até final o marcador não voltaria a funcionar, embora a equipa da casa tenha lutado para mudar o rumo dos acontecimentos. O 2-2 final acaba por ser um resultado justo, porém a existir um vencedor só poderia ser o Benfica B.
O Nacional da Madeira soma assim o segundo ponto na II Liga, depois de na primeira ronda ter também empatado com o Penafiel (1-1). Na próxima jornada a equipa secundaria do Clube da Luz irá ao norte do país jogar frente ao Famalicão.  
Ler Mais

RUI VITÓRIA: “ESTA EQUIPA TEM UMA ALMA IMENSA”

Rui Vitória considera que a vitória em Chaves (0-1) é "mais do que justa".
"Nós queremos é ganhar, mas a forma como foi só vem dar corpo àquilo que foi o nosso jogo. O golo poderia ter entrado em qualquer momento, porque era inteiramente justo. O que fizemos foi o suficiente para ganhar. Defrontámos uma boa equipa, mas fomos muito fortes".
"O Chaves é uma belíssima equipa, que está bem trabalhada pelo Luís [Castro]. A forma como impusemos o ritmo na partida obrigou o Chaves a fechar-se e nós sempre com qualidade e a criar oportunidades. Este resultado é injusto por aparecer tão tarde, mas justo por aquilo que foi o jogo".
"Não há ansiedade, há uma equipa constantemente à procura da vitória, mas é evidente que se chegamos a esta parte final queremos fazer golo, no entanto não fiquei com essa sensação de ansiedade. Tivemos várias oportunidades e o Ricardo faz uma belíssima partida. As análises são feitas em função deste golo, mas, volto a dizer, poderia ter surgido mais cedo".
"Esta equipa tem uma alma imensa. Tem uma determinação e convicção ímpares. Lutar até ao fim faz parte da nossa forma de estar. Quem trabalha como nós trabalhamos acaba por merecer isto. Os jogadores dão corpo ao trabalho que realizamos".
Ler Mais

JARDEL: “FELIZES COM O GOLO E COM A VITÓRIA”

Jardel garantiu, depois da vitória sobre o Chaves (0-1), que os encarnados sempre acreditaram num resultado positivo.
"Sabíamos que íamos encontrar uma equipa muito difícil, foi um jogo complicado em ambas as partes, mas tivemos as melhores oportunidades. O golo demorou um pouco a sair, mas ficámos felizes com a vitória e com o golo", começou por dizer na zona de entrevistas rápidas.
"Faz parte do trabalho da equipa, circular bem a bola, criar oportunidades de golos, foram 21. Por vezes, a bola demora a entrar, mas conseguimos, e ainda bem. Tivemos o apoio de um público fantástico, isso é que importa", analisou.
O defesa-central garante que a equipa confiou sempre num resultado positivo e correu atrás dele.
"A nossa confiança é sempre máxima. Temos excelentes jogadores, não é porque sai um ou outro que ficamos menos fortes, quem entra dá o melhor", garantiu.
Ler Mais

SEFEROVIC RESOLVE Jogo difícil resolvido nos descontos. Muitas oportunidades de golo num triunfo suado.

Primeira parte empolgante em Chaves, com inúmeras ocasiões de golo, que reflectem um jogo dividido, consequência do audacioso estilo da equipa flaviense, que proporcionou ao público um excelente jogo de futebol e ao Benfica, uma sequência quase absurda de hipóteses de golo.
A qualidade da oferta atacante do Benfica esteve, mais uma vez patente, aproveitando toda a profundidade que o Chaves deixava nas costas da sua defesa, que constitui um dos traços irrenunciáveis do seu plano de jogo.
Sempre esperta, a equipa de Luís Castro prometia, num sentido, um jogo equilibrado pela força das ideias mas, em sentido contrário, desprotegia o seu último reduto, mantendo a sua baliza inviolada, apenas pela falta de sorte ou de acerto dos avançados benfiquistas.
Nesta fase, destacou-se, uma vez mais, Salvio. A criar, com o seu habitual estilo revulsivo e também a desperdiçar. O internacional argentino dispôs, neste primeiro tempo, de quatro boas ocasiões, que o acaso ou os defesas do Chaves iam impedindo de transformar em golo.
Também o goleador-relâmpago, Seferovic, desaproveitou outras duas sérias ocasiões para marcar, mas a primeira metade terminaria sem golos, tornando inglória a boa exibição do Benfica, mais uma vez categórica a impor os ritmos e as coordenadas do jogo.
Na segunda parte, mais oportunidades e mais sofrimento. Começou logo com uma perdida do ataque do Chaves e uma defesa espectacular de Bruno Varela e logo a seguir um remate de Jonas ao poste.
Estava dado o mote para um segundo tempo de frenesim e situações de golo sucessivamente desaproveitadas pelo Benfica. Umas atrás das outras, sempre guiadas pelo futebol que ilumina as ruas mais escondidas do talento de Pizzi até à praça principal onde habitualmente desaguas as constantes iniciativas atacantes da equipa.
Foi, assim, que depois de muito porfiar, e falhar que, novamente Pizzi, descobriu um atalho para golo na velocidade de Rafa e depois na sublime capacidade goleadora de Seferovic, para estabelecer a diferença. Depois de 45 minutos de massacre, nunca desorientado, com quase toda a artilharia pesada em campo, o Benfica, enfim, marca o golo que desde o minuto inicial procurou e mereceu. Uma vitória indiscutível, nova exibição de classe e de primor e um avançado em grande.
Ler Mais

ATENÇÕES CENTRADAS EM TRÁS-OS-MONTES!

É já hoje, segunda-feira, que Sport Lisboa e Benfica e GD Chaves medem forças à passagem da 2.ª jornada da Liga NOS. As equipas vêm de resultados díspares, mas - com toda a certeza -, é com os três pontos em mente que vão entrar em campo.
Rui Vitória fez a habitual antevisão à partida no domingo e as metas estão bem traçadas! O Tetracampeão quer manter a senda vitoriosa e continuar a dar alegrias à família Benfiquista.
No que toca à listagem de convocados, foram 21 os atletas que viajaram até ao reduto dos flavienses, sendo que se registou apenas a saída de Aurélio Buta e as entradas de Willock e Rúben Dias.
Também no boletim clínico há alterações, sendo que são cinco os atletas entregues ao Departamento Médico do Clube. Júlio César, Grimaldo, André Horta, Zivkovic e Mitroglou não são opção para a 2.ª jornada da Liga NOS
O GD Chaves – SL Benfica tem início às 21h00 de hoje, no estádio Municipal Engenheiro Manuel Branco Teixeira. A arbitragem está a cargo de Jorge Sousa.
Ler Mais

CINCO AUSENTES NA VIAGEM A TRÁS-OS-MONTES

O Sport Lisboa e Benfica divulga o Boletim Clínico da equipa de Futebol Profissional.
Boletim Clínico
Júlio Cesar - Tendinopatia na perna esquerda;
Grimaldo – Lesão muscular na perna direita;
André Horta - Tendinopatia no joelho esquerdo;
Zivkovic - Traumatismo na coxa direita;
Mitroglou - Lesão muscular na coxa esquerda.
Ler Mais

21 CONVOCADOS PARA DUELO COM FLAVIENSES Rui Vitória já revelou quais os atletas que vão marcar presença em Chaves.

É já amanhã, segunda-feira, que Sport Lisboa e Benfica e GD Chaves medem forças à passagem da 2.ª jornada da Liga NOS. As equipas vêm de resultados díspares, mas - com toda a certeza -, é com os três pontos em mente que vão entrar em campo.
Após a Conferência de Imprensa, realizada este domingo na Luz, Rui Vitória revelou a lista de convocados para este embate.
Lista de convocados
Guarda-redes – Paulo Lopes e Bruno Varela;
Defesas – Lisandro, Luisão, Eliseu, Jardel, André Almeida e Rúben Dias;
Médios – Fejsa, Filipe Augusto, Salvio, Pizzi, Cervi, Willock, M. Chrien, Diogo Gonçalves e João Carvalho;
Avançados – Raul, Jonas, Seferovic e Rafa.
O GD Chaves – SL Benfica tem início às 21h0o de amanhã, no estádio Municipal Engenheiro Manuel Branco Teixeira. A arbitragem está a cargo de Jorge Sousa.
Ler Mais

RUI VITÓRIA: “VONTADE ENORME DE DAR VITÓRIAS AOS BENFIQUISTAS”

Rui Vitória garante que estão “reunidas as condições para ser um bom jogo”. O treinador do Benfica deixou elogios a Luís Castro e alertou que em Chaves vai querer conquistar os três pontos.
“Espero um jogo difícil, com uma equipa que, no ano passado, fez um campeonato muito bom. Este ano, com a mudança de treinador, já se vê que está muito bem organizada. As equipas do Luís Castro têm esta forma de estar em campo. Espero uma equipa de qualidade, que sabe o que faz, como muitas equipas do campeonato, que vai querer dificultar e impor a sua forma de jogar. Para nós, é a continuação do que temos vindo a fazer: olhar para os nossos adversários, ver quais as suas virtudes, tentar controlá-las e impor a nossa forma de jogar. É fundamental uma grande concentração, a capacidade que ambas as equipas terão que ter na eficácia. Fundamentalmente, uma grande organização. Vamos encontrar uma equipa boa”, analisou o treinador encarnado na conferência de imprensa realizada este domingo, no Estádio da Luz.
“Espero uma equipa de qualidade, que assenta num 4x3x3, com um ataque posicional muito bem definido e que defende em espaço curto. No jogo anterior, houve um ou dois erros naturais de quem está a começar uma época. Tem a sua forma tipificada e está a colocá-la em prática. Olho para aquilo que é a matriz da equipa, com uma boa organização defensiva e ofensiva. Vai querer impor a sua forma de jogar, mas não invalida aquilo que é a nossa forma de estar, com uma vontade enorme de ganhar, dar vitórias aos Benfiquistas, somar mais três pontos… Sabendo que, do outro lado, está uma equipa”, prosseguiu.
“Grimaldo e Júlio César mantêm-se indisponíveis”
Questionado sobre os rumores da possível contratação do defesa Milos para o lado direito da defesa dos encarnados, Rui Vitória recusou-se a comentar e garantiu que “amanhã, o lateral-direito do Benfica vai ser o André Almeida”. “Oficialmente, o Benfica não apresentou ninguém nem falou de ninguém. Não vou pronunciar-me sobre jogadores que não foram apresentados. Se apareceu na comunicação social, apareceu”, afirmou.
"Não vou avançar o onze em concreto, olhamos para cada jogo como uma realidade específica. Amanhã [segunda-feira] será outro e os jogadores serão os primeiros a saber [o onze]. Grimaldo e Júlio César mantêm-se indisponíveis", confirmou o técnico, já depois de confirmar a titularidade de um jogador em específico: André Almeida. Questionado sobre a contratação de Mato Milos, Rui Vitória preferiu esperar pela oficialização”, finalizou.
O Benfica desloca-se, esta segunda-feira (21h00), ao Estádio Municipal Engenheiro Manuel Branco Teixeira para defrontar o Desportivo de Chaves.
Ler Mais

“É UM ADVERSÁRIO MUITO DIFÍCIL” FUTEBOL

Luís Castro espera um jogo de “dificuldade máxima” na receção de segunda-feira ao Benfica, da segunda jornada da I Liga.
"Preparamo-nos da melhor forma e encaramos com serenidade o jogo, algo que é obrigatório ter nestes momentos de maior tensão no campeonato, mas temos consciência que é um adversário muito difícil", afirmou na antevisão à partida de segunda-feira.
O técnico do Chaves lembrou que Rui Vitória conseguiu colocar o Benfica no "caminho do êxito" de forma muito clara, sendo campeão nacional e vencedor da Supertaça e tendo iniciado esta época com seis golos em dois jogos, demonstrado ter "muita qualidade".
"Os nossos jogadores também têm muita qualidade e estamos esperançados que o jogo tome o sentido dos pontos para o nosso lado", acrescentou.
O Benfica desloca-se ao Estádio Municipal Engenheiro Manuel Branco Teixeira para defrontar o Desportivo de Chaves, em jogo da segunda jornada da I Liga.
O apito inicial, marcado para as 21h00, será dado por Jorge Sousa, da Associação de Futebol do Porto.
Ler Mais

BENFICA VENCE TORNEIO AUTO KUATRUS DE FUTSAL

 A equipa de futsal do SL Benfica marcou presença ontem, sábado, no Torneio Auto Kuatrus, prova disputada no Pavilhão Vítor Domingos, no Barreiro.
No primeiro desafio, frente ao Albufeira Futsal Clube, as águias triunfaram, por 11-0. O derradeiro encontro, frente aos locais do GD Fabril, orientados pelo ex-guarda-redes do Benfica, Naná, trouxe já algum equilíbrio, mas os encarnados (depois de estarem em desvantagem), deram a volta ao marcador, triunfando, por 1-5.
No final do torneio, Joel Rocha mostrou-se satisfeito com a resposta da equipa, salientando a fase da pré-época em que esta se encontra.
“O objetivo destes torneios é avaliar o momento da equipa, onde os processos estão agora a ser introduzidos e consolidados para serem aperfeiçoados. Foram dois bons jogos, o segundo já num contexto competitivo de Liga Sportzone, o que obrigou o Benfica a estar melhor e a aumentar os níveis de exigência. Estou extremamente satisfeito com empenho e dedicação dos jogadores. Mostraram os valores que queremos neste Benfica, carácter, entrega e superação, porque há muito talento e qualidade. Quando assim é, acredito que coisas bonitas podem acontecer”, explicou o treinador à BTV.
“Temos treinado muito forte e estamos a trabalhar muito bem. Ganhámos e ganhámos bem. Os novos jogadores também estão a adaptar-se bem. Estamos no caminho certo”, acrescentou Chaguinha.
Ler Mais

“PARA LÁ DO MARÃO…”

Depois da conquista da 7.ª Supertaça de um vasto palmarés e da 1.ª jornada vitoriosa na Luz frente ao SC Braga (3-1), segue-se agora a complicada deslocação a Trás-os-Montes para defrontar o Grupo Desportivo de Chaves.
Olhando para o outro lado da barricada, encontramos uma das equipas sensação do último Campeonato. Na sequência, os flavienses, agora orientados por Luís Castro, defensor do futebol positivo, realizaram uma agradável pré-época, sem derrotas, onde se viu uma clara evolução do estilo de jogo. Em 7 jogos de preparação, venceram 5 e empataram 2.
Ora, a primeira derrota de 2017/18 chegou à passagem da 1.ª jornada da Liga NOS, com os transmontanos a perderem por 3-2, no Berço de Portugal, frente ao Vitória de Guimarães.
A equipa ocupa a 13.ª posição da geral e vai, com toda a certeza, dar tudo em casa para, perante os seus adeptos, conquistar os primeiros pontos na competição.
No que toca ao plantel do Chaves é, até ao momento, pautado pelo equilíbrio entre entradas, saídas e permanências, o que poderá mesmo ser uma vantagem na prova.
Entre os postes, Ricardo parece levar vantagem sobre António Filipe, tal como na última época. Na defesa, ao regressado Paulinho e aos recém-chegados Ruben Ferreira e Domingos Duarte, deve juntar-se Nuno André Coelho, pilar da última temporada.
Na zona intermedia, embora Braga tenha saído, continuam a existir Pedro Tiba, João Patrão e Bressan, estrela da companhia, a quem se juntam Tiago Galvão, Jefferson Santos e Filipe Melo.
Em terrenos mais adiantados, Matheus Pereira, Platiny, Jorginho e Wilmar são as novidades que se vão juntar a Perdigão, William, Hamdou e Rafael Batatinha. Fábio Martins é a grande perda.
Face ao plantel existente, o 4x4x3 deverá ser o sistema com o qual Luís Castro irá encarar a época oficial. E é nesse quadro que o Benfica vai trabalhar, tendo em vista uma partida que trás sempre grandes dificuldades.
Rui Vitória e os seus pupilos querem, certamente, continuar a impor o seu futebol e a manter a senda das vitórias… e trazer os três pontos para Lisboa é o desejo.
A não perder, já esta segunda-feira, a partir das 21h00, num estádio que terá, com toda a certeza, a Família Benfiquista em força a apoiar a equipa.
Ler Mais

JUVENIS B FICARAM PERTO DO TÍTULO NA ÁUSTRIA

Chegou ao fim mais uma semana em que ficou bem patente a dimensão da Formação do Sport Lisboa e Benfica. Depois do pleno na fase de grupos, e de vitórias nos quartos de final e meia-final, as águias garantiram a presença na final do “Next Generation Trophy”.
Na derradeira partida, disputada este sábado, o Benfica não conseguiu superar o Red Bull Brasil, acabando por perder por 1-0. Apesar da derrota, nota para o desempenho notável da equipa num torneio de prestígio internacional.
Ler Mais

RUI VITÓRIA ANTEVÊ DESLOCAÇÃO A CHAVES

É já na próxima segunda-feira, pelas 21h00, que Tetracampeão torna a entrar em campo! Depois da vitória frente ao SC Braga (3-1) no arranque da Liga NOS, surge agora a 2.ª ronda da competição, com a equipa a viajar até Trás-os-Montes para defrontar a formação do GD Chaves.
Rui Vitória faz a antevisão a este desafio amanhã, domingo, às 16h00, em Conferência de Imprensa, no Estádio da Luz.
Antes, o técnico orienta mais uma sessão de treino. Esta está marcada para as 10h00, no Caixa Futebol Campus, à porta fechada.
Ler Mais

ELISEU À BEIRA DOS CEM JOGOS

Eliseu cumpre atualmente a quarta temporada de águia ao peito. Chegou em 2014/15, oriundo dos espanhóis do Málaga, e tem vindo paulatinamente a crescer e a ganhar o seu espaço no conjunto de Rui Vitória.
Na primeira temporada o defesa alinhou em 33 partidas oficiais; em 2015/16 foram 44 as ocasiões em que vestiu o Manto Sangrado, e na época transata 20 vezes.
Ora, em 2017/18, e depois de ter renovado contratono dia 19 de julho por mais uma época, o campeão europeu luso, já alinhou em duas partidas. Na Supertaça rendeu o lesionado Grimaldo; no arranque da Liga NOS – frente ao SC Braga – esteve os 90 minuto em campo.
Contas feitas, o lateral de 33 anos já conta com 99 jogos oficiais de águia ao peito, onde também soma quatro golos. Assim sendo, caso seja opção para Rui Vitória frente ao GD Chaves na próxima segunda-feira, Eliseu atingirá a marca dos cem jogos oficiais pelo Benfica.
No que toca a títulos, na Luz, já festejou três Campeonatos Nacionais, uma Taça de Portugal, duas Taças da Liga e duas Supertaças Cândido de Oliveira.
Ler Mais

CARRILLO CHAMADO À SELEÇÃO DO PERU

Carrillo faz parte da lista dos 26 futebolistas convocados por Ricardo Gareca para o duplo compromisso da seleção peruana.
Pela frente estão os jogos com Bolívia e Equador a contar para a qualificação para o Mundial 2018 (Rússia), dois desafios fulcrais para as aspirações do conjunto.
Recordar que o Peru ocupa a 7.ª posição da zona sul-americana de qualificação, estando a quatro pontos do 5. lugar, ocupado pela Argentina, que dá acesso ao ‘play-off’ de apuramento, e a cinco do 4.º lugar, ocupado pelo Chile, que dá acesso direto ao Mundial.
Depois da chamada de Salvio à Argentina, hoje foi a vez de Carrillo ser convocado para o Peru.
Ler Mais

ANDRÉ ALMEIDA: “QUEM CHEGA AO BENFICA ENCONTRA UMA FAMÍLIA”

André Almeida, jogador do Sport Lisboa e Benfica, prolongou o vínculo com o Clube até 2021. Na hora de renovar o contrato, o camisola 34 falou em “dever cumprido”.
“É um sentimento gratificante e um objetivo cumprido. Mais um voto de confiança e um sentimento de dever cumprido. O trabalho que eu e toda a estrutura temos realizado tem sido positivo”, disse, em declarações proferidas à BTV.
Soma 158 jogos, dois golos e 12 194 minutos pelo Benfica onde conquistou quatro Campeonatos Nacionais, duas Taças de Portugal, quatro Taças da Liga e três Supertaças. “Fico contente por ter alcançado esses números. Mais pela parte coletiva, pois os títulos é que marcam as carreiras. Fico contente por ter chegado onde cheguei, mas espero não ficar por aqui, pois estamos a falar de um Clube imenso. Vou tentar ajudar, como fiz até agora, com títulos”, frisou.
Chegou ao Clube em 2011/12 e ainda se recorda como se fosse hoje do primeiro dia. “Lembro-me do primeiro dia no Caixa Futebol Campus. Foi especial, senti que vinha para uma realidade diferente e teve impacto. Ao nível dos troféus foi especial este Tetra. Quando vi a faixa a subir e vi que era um dos seis jogadores Tetracampeões, algo que nunca tinha acontecido no Clube, senti algo muito especial e fiquei grato por fazer parte desse momento”, reconheceu.
É dos atletas com mais anos de Benfica no plantel, mas para André Almeida o símbolo do Benfica é o mais importante. “Já disse e repito. A referência é o símbolo. Quem chega ao Benfica encontra uma família. Eu sou mais um para ajudar. É verdade que conheço a casa há mais anos e isso pode ajudar na integração, mas quem chega sente esse à-vontade, sente uma casa e uma família para receber bem quem chega”, elogiou.
E no relvado? O que sente um futebolista ao pisar o tapete verde com a Luz completamente cheia? “É difícil explicar. Só sentindo. Sente-se a vibração dos adeptos. O adversário também sente. A sensação é enorme, espetacular e ajudam-nos imenso. Aliás, deixo já um apelo: encham os estádios por este país fora, pois isso ajuda a conseguir ir buscar forças”, desejou.
O próximo embate é em Trás-os-Montes com o GD Chaves, oponente que merece todo o respeito do lateral. “O GD Chaves é um adversário difícil e em casa mais ainda. É um adversário de qualidade, que o ano passado fez um excelente Campeonato e que este ano tem tudo para repetir. Vamos com todo o respeito pelo oponente, mas o Benfica vai fazer tudo para ganhar”, assegurou.
Ler Mais

JUVENIS NA FINAL DE TORNEIO INTERNACIONAL

Após o pleno na fase de grupos, com vitórias sobre o RB Leipzig e o Áustria de Viena, a equipa B de Juvenis do Sport Lisboa e Benfica, campeã distrital na época passada, garantiu, esta sexta-feira, a chegada à final da “Next Generation Trophy”.
Em terras austríacas, os encarnados venceram nos quartos de final o The West African Foot, por 2-0. Paulo Bernardo e Gabriel Aráujo fizeram os golos da partida.
Na meia-final, o Midtjylland complicou a tarefa num desafio que teve mesmo de recorrer à marcação de grandes penalidades, em que as águias venceram por 5-3, depois do empate a uma bola no tempo regulamentar (Filipe Cruz foi o autor do golo).
A final está agendada para sábado, dia 11 de agosto, às 15h00. O adversário será o Red Bull Brasil que, para chegar até ao jogo de todas as decisões, ultrapassou o Áustria de Viena nos quartos de final (4-0), e o New York Red Bulls (5-0), na meia-final.
Ler Mais

FALAR POUCO E JOGAR MUITO

O Sport Lisboa e Benfica não alimenta polémicas, não tem dívidas a ex-jogadores e treinadores, não vive sob intervenção financeira da UEFA, não está traumatizado pelo passado, não se esconde por trás de treinadores, não vive obcecado pelos seus rivais, não cria factos falsos para desviar as atenções de falta de resultados, porque está totalmente focado em si próprio e na luta pelas vitórias.
Conseguimos 12 dos últimos 16 títulos no futebol em Portugal. Com a mesma humildade e respeito por todos os clubes queremos prestigiar o futebol com esta nossa maneira de estar. Falar pouco e jogar muito e fazer de cada jogo uma festa.

Nota da direção de comunicação
Ler Mais

BERNARDO SILVA ASSINA CONTRATO COM O BENFICA

O médio Bernardo Silva assinou contrato com o Benfica. O futebolista joga no escalão de juvenil e representa as águias desde a temporada 2010/11.
Ler Mais

ANDRÉ ALMEIDA RENOVOU ATÉ 2021

André Almeida, de 26 anos, renovou o contrato com o Sport Lisboa e Benfica até 2021.
O atleta, que já tinha vínculo até 2019, chegou à Luz em 2011/12 – 7.ª época de águia ao peito –, mas esteve emprestado à U. Leiria grande parte da época.
Na temporada seguinte foi opção na formação principal (34 jogos) e na B (seis encontros). A partir de 2013/14 foi sempre opção válida na equipa A onde soma, no total, 158 jogos, dois golos e 12 194 minutos.
No Benfica conquistou quatro Campeonatos Nacionais, duas Taças de Portugal, quatro Taças da Liga e três Supertaças.
Ler Mais

A FORÇA DE RUI VITÓRIA FORA DA LUZ

Numa altura em que o Benfica vai realizar o primeiro jogo fora de portas na Liga NOS, importa recordar o trajeto do Tetracampeão nas partidas como visitante desde Rui Vitória é o timoneiro que comanda o barco.
O técnico chegou em 2015/16 proveniente do V. Guimarães e, apesar de algum ceticismo, rapidamente o Benfica mostrou uma força e solidez assinaláveis nos jogos fora do Estádio da Luz. Na época inicial, as águias terminaram o Campeonato Nacional a festejar a conquista do Tri e com um registo de 14 vitórias em 17 jogos fora de portas.
Na temporada seguinte, os números não foram tão impressionantes, mas continuam a ser vastamente positivos: 11 triunfos em 17 jornadas.
Mais do que no ataque, o Benfica com Rui Vitória destacou-se na vertente defensiva do jogo. Nas duas temporadas sofreu 18 golos – nove em cada – numa média de 0,53 golos concedidos. Não foi, de facto, em vão que Pep Guardiola, enquanto treinador do FC Bayern, teceu rasgados elogios à solidez defensiva do Campeão Português.
Porém, o ataque não saiu descurado. À entrada para a 3.ª época à frente dos destinos do Benfica, Rui Vitória e seus pares têm uma interessante média de 1,74 golos marcados em 34 rondas.
A temporada 2017/18 já arrancou com as águias a vencerem, em casa, o SC Braga, por 3-1. Segue-se agora a deslocação a casa do GD Chaves. A Onda Vermelha está garantida. Só falta a vitória.
Trajeto de Rui Vitória nos jogos fora na Liga NOS:
2015/16:
17 jogos
14 vitórias
1 empate
2 derrotas
36 golos marcados / 9 golos sofridos
2016/17:
17 jogos
11 vitórias
4 empates
2 derrotas
23 golos marcados / 9 golos sofridos
TOTAL:
34 jogos
25 vitórias
5 empates
4 derrotas
59 golos marcados / 18 golos sofridos
Ler Mais
Sports Blogs
blog directory
 
Benfica Glorioso © Obrigado e volte sempre!!!
BENFICA GLORIOSO

Feito por BENFICA GLORIOSO * SAUDAÇÕES BENFIQUISTAS * * E PLURIBUS UNUM * Benfica Glorioso © 2011 \2017